Quem sou eu

Minha foto
Santiago do Chile, Chile
Viajar é meu esporte favorito, mal chego e já estou planejando qual será o meu próximo destino. Depois de trabalhar por mais de uma década na gestão de marketing em uma multinacional em Floripa, e passar um ano sabático explorando novos sabores, culturas e lugares, vim morar em Santiago do Chile. Espero que minhas experiências sejam úteis e instiguem amigos e desconhecidos a desbravar novos e deliciosos destinos.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Riviera Francesa

Depois de um tempo ausente, coloquei a preguiça de lado e voltei a ativa aqui no blog. Confesso que nos últimos meses estava mais focada em planejar novos roteiros do que colocar os detalhes no papel para compartilhar aqui.

A boa notícia é que neste tempo realizei muitas viagens e há material fresquinho e interessante para ser publicado. Decidi começar pela Riviera Francesa, onde tive a oportunidade de passear por duas vezes, a mais recente no verão europeu de 2012.


Como Chegar

O primeiro ponto é como começar a explorar essa região idílica e recortada da Côte D'azur. Há dois aeroportos principais - Marselha e Nice. A região também é bem servida de trens, caso você escolha ir em um vôo direto do Brasil para Milão e de lá pegar um trem para um dos destinos escolhidos. Eu escolheria ir para Nice, pois as cidades e praias mais lindas estão pertinho desta cidade, enquanto de Marselha você terá de pegar um trem ou alugar um carro.

Onde Ficar

Aqui está uma questão crucial. Eu tive a oportunidade de me hospedar em Cannes, Cap D'ail (ao lado de Mônaco) e Nice. Onde ficaria se tivesse de voltar? Certamente algumas noites em Saint Tropez e voltaria para Nice, cuja localização é estratégica para explorar desde as cidades provençais de St Paul e St Paul de Vence, até a região de baías e vilas entre Nice e Mônaco.

Saint Tropez em alta temporada é bastante cara, mas a minha dica para se hospedar aqui é escolher um apartamento por temporada na vila antiga, que é verdadeiramente um charme. Vale a pena passar umas duas noites aqui para percorrer suas ruelas com calma, aproveitar o final de tarde no porto, bebericando um bom drink como eu fiz, e a noite descer em um dos sótãos das construções antigas para as baladinhas locais. Investigue no Booking.com as opções, mas não se esqueça de eleger um local com parking, pois para explorar a cidade você terá de alugar um carro (www.rentalscar.com) e percorrer o longo trecho (bonito é verdade) congestionado de Nice a esta cidade. Apesar de serem poucos kilômetros, o tráfego é bastante lento para ir e voltar e você irá ficar poucas horas nesta charmosa vila se resolver fazer apenas um bate e volta. 


Nice é a principal cidade da Côte D'azur e tem uma boa infraestrutura. Daqui, usando o trem que percorre a costa e custa 3,00 euros por ticket, você chega rapidinho a Cannes, St. Rafael, Villefranche, Mônaco e pode fazer um roteiro bem completo na Riviera. Os hotéis em Nice também não costumam ser muito em conta, e preste atenção se mencionam ar condicionado, pois muitos que são mais baratos não têm este item essencial.

A boa alternativa que encontrei foi ficar em um apartamento lindinho na charmosa cidade antiga (onde recomendo que você fique também) que encontrei no site britânico Nice Pebbles  (www.nicepebbles.com) .Estes apartamentos são um verdadeiro achado, preço bom, super bem decorados e totalmente equipados. Uma pessoa fluente em inglês recebe você com uma cesta de boas-vindas, guias e explicações em inglês (o que é raro por aqui). Todos os imóveis seguem um padrão, possuem amenities Loccitane, lençóis com fios egípcios e muito bom gosto na decoração. Ficamos em um apto de uns 80 metros quadrados, bem cool, no meio da Vieille Ville de Nice, com suas ruelas charmosas, restaurantes e mercados, a poucos metros da praia. O preço? O mesmo que no Marriot em um quarto sem ar-condicionado e sem café...


O Que Conhecer

Começo sugerindo uma semana inteira nesta região, se você não quiser voltar frustrado para casa. Afinal, são tantos os lugarzinhos charmosos e praias idílicas, que será difícil resistir ou eleger apenas alguns. Listo aqui aqueles que não podem faltar no seu roteiro...

Um dia perfeito em Nice - bom, se você ficou em Nice, será fácil começar o seu dia caminhando entre as barracas lindamente montadas do mercado de produtos provençais que acontece todos os dias quase à beira mar, na Vieille Ville . Se estiver em um apartamento, não resista e compre os ingredientes para um delicioso almoço mais tarde. 

Deixe para caminhar e explorar as ruelas mais tarde, a noite,  e vá aproveitar a típica praia da Côte D'azur com seus seixos e um mar super azul. Não esqueça da esteira, pois sentar nas pedrinhas quentes é impossível...

A tarde, você pode pegar o tram e o ônibus, ou ir de táxi mesmo, visitar dois ótimos museus - o de Lasar Chagall e o de Matisse, que possuem um bom acervo de obras destes dois renomados artistas que moraram por aqui.

Uma visita a Igreja Ortodoxa Russa também é uma boa pedida, mas lá você não pode entrar de roupa curta ou com os ombros de fora (nem bermuda para os rapazes).

Final de tarde, suba no mirante no final da praia principal de Nice para apreciar o pôr do sol e a vista dos dois lados da cidade. Na descida, já fique pelo bairro antigo e explore as lojinhas, ruelas e restaurantes, não deixe de provar delicioso vinho rosé provençal.

De barquinho pelo mediterrâneo - pois é, descobrimos por acaso, na visita a lindinha Villefranche, que podíamos alugar uma lancha para percorrer os cantinhos escondidos das baías deste lugar lindo e de quebra conhecer as praias super exclusivas de Cap Ferrat. Chegar a Villefranche é fácil, poucos minutos de trem de Nice ou de carro, percorrendo as belíssimas Corniches que ligam uma cidade a outra. São duas saídas de barcos, pela manhã 9hrs e a tarde, 14hrs. O melhor é que não precisa de habilitação nenhuma e você pode levar sua champanhe geladinha e curtir um dia inesquecível, por meros 100,00 euros. Na alta temporada, tem de reservar com antecedência - www.darkpelican.com.





Happy hour em Villefranche - depois do passeio de barco ou em um final de tarde, vá admirar em um dos barzinhos do porto um belo fim de tarde. Esta vila que pertencia a Itália antes da Guerra Mundial é mesmo uma gracinha, suas ruelas e prédios coloridos com roupas penduradas nas janelas lembram de fato uma das vila à beiramar da costa italiana. Sua praia, que na primavera tem o contraste lindo do turquesa do mediterrâneo com as flores rosas dos Bougainvilles, também é bastante convidativa para um mergulho. A paragem do trem é bem em frente a praia, a poucos metros da vila.





Mergulhar na Plage La Mala - esta praia linda rodeada de paredões de calcário é eleita a mais bela da Côte D'azur. Fica a 20 minutos de Nice de trem ou de carro, no balneário elitista de Cap D'ail. Aproveite algumas horas, se gostar de snorkelling aproveite para desfrutar desta baía de águas cristalinas e calmas. Há clubes de praia que ficam bastante movimentados na alta temporada, rolando um som e com lounges para você desfrutar da vista.

Caminhos da Provence - Vence e St. Paul de Vence são duas cidades medievais lindinhas, com construções medievais em pedra, que abrigaram muitos dos pintores famosos que viveram na Provence. Tire um dia para subir as encostas e visitá-las. Não deixe de ir na Master Piece de Matisse, a capela do Rosário que ele projetou para as freiras em Vence. Dependendo do dia, há feiras de produtos provençais e bons lugares para um almoço. Se quiser dar uma esticadinha, dirija até Grasse, a cidade dos perfumes da Provence. Nós passamos por lá, mas o calor nos empurrou de volta à costa para um banho de mar no final de tarde.


Cannes - coloco na lista se estiver sobrando tempo na sua semana. Visitei a cidade, o palácio dos festivais, caminhei pelo calçadão, fiz a linda corniche em direção ao sul, mas aqui não há nada além disso para ver. A praia não é bonita e se não for época do festival de cinema, a cidade não chega a ser grande coisa. Talvez seja uma boa passagem se você estiver voltando de St. Tropez.

St. Tropez - a praia mais famosa aqui é a de Pampaleone, mas isso porque tem areia. Eu diria que com uma lancha certamente você descobrirá muitos outros recantos e praias lindas para serem exploradas. No início do post falei que vir passar o dia aqui, como eu fiz nas duas vezes, não é tão proveitoso, pois a estrada que liga a vila de St. Tropez apesar de não ser muito longa, é muito congestionada e você vai demorar literalmente entre 2 a 3 horas para chegar e sair. Então reserve parte da sua agenda para dormir aqui, de preferência em uma B&B ou hotel na vila antiga, e aproveito o charme deste lugar como ele merece ser apreciado. Tirando a praia, o programa é passear pelas ruelas, ir ao Porto para drinks nos final de tarde, escolher um dos muitos restaurantes para o jantar e depois eleger um dos barzinhos com balada underground na vila antiga, ou as festas concorridas dos clubes de praia de Pampaleone.

Praia em Antibes e Cap D'Antibes - esta península ao sul de Nice é destino dos ricos e famosos que vão prestigiar o festival de cinema na vizinha Cannes, e as festas no famoso hotel Cap-Eden Roc, super disputadas. Aproveite um dia para percorrer essas praias, almoçar no hotel e caminhar no calçadão junto ao mar que contorna o costão sul de Cap D'Antibes.

Um pôr do sol inesquecível - Eze é uma cidade que fica acima das Corniches que ligam Nice a Mônaco. Tem uma vista maravilhosa para toda a encosta e a vila antiga (foto) fica inacreditavelmente encarapitada sobre um morro à beira de um penhasco. O passeio na charmosa vila medieval já vale a parada aqui, mas se você quer apreciar um pôr do sol inesquecível, reserve uma mesa no terraço do Chateau de Eza (www.chateaueza.com) e aprecie a vista despejada sobre o mar. Tomando um bom vinho e em boa companhia, eu diria que é um dos melhores programas da sua vida!



Principado de Mônaco - também a poucas paragens de trem desde Nice, este pequeno país vale a visita para percorrer seu Castelo Real, fazer o famoso circuito pela cidade de Fórmula 1, apreciar um bom drink em um bar com terraço com vista para luxuoso porto, conhecer o Oceanárium e o jardim exótico, além de perder alguns euros no Cassino. Se o seu bolso permitir, aqui estão as principais lojas de grife do mundo.


Há muitos outros pequenos vilarejos e praias para explorar na região como St. Raphael e Beaulieau Sur Mer, ambos servidos também de trem desde Nice e que tem vilas bem bonitinhas, com boas opções de restaurante.

Bon Voyage!
















15 comentários:

  1. amandalombardi95@hotmail.com6 de março de 2013 19:51

    Olá anna carolina, vi um post seu sobre o reveillon em punta del leste e tenho algumas duvidas. se voce puder esclarece-las, seria de grande ajuda pois estou indo com meus pais passar o reveillon desse ano por lá. não consegui achar seu email aqui no blog, como faço para entrar em contato? bjs!

    ResponderExcluir
  2. Anna Carolina, parabens! estou indo para a riviera francesa no inicio de Junho com meu marido e seu post me ajudou MUITO. excelente! obrigada :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Anna, estou pensando em ficar em Eze. Achamos um apto ótimo com o preco super bom. A pergunta é: vc acha que de lá é possível fazer "bate e volta" para as principais cidades da costa azul? como vamos ficar só 1 semana, nao quero ficar fazendo/desfazendo mala...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chris, Eze é uma gracinha, mas uma semana lá é tempo demais. Não há tanto o que fazer a noite e, como fica lá no topo, você irá demorar mais tempo para ir a outras praias. As que ficam mais pertinho são Villefranche, Cap d'Ail e Mônaco. Mas para Nice, St Tropez, Cap d'Antibes fica meio fora de mão.
      Eu ficaria mesmo ou em Villefranche ou em Nice.

      Excluir
  4. Olá Ana Carolina

    Suas dicas são ótima, adorei seu blog. Parabéns!
    Eu pretendo ir para a Riviera Francesa no próximo ano, talvez não terei tanto tempo pra aproveitar como você, mas, gostaria de fazer uma visitinhas rápida nos lugares que você indicou. Gostaria de saber se você pode me indicar hotéis legais mas que não sejam tão caros, ou seja, com bom custo-benefício.
    obrigada
    Valéria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Valéria, na verdade eu fiquei da primeira vez em um Hostel en uma mansão em frente ao mar em Cap d'Ail e em um apê alugado na nicepebbles.com na segunda. Não conheci outros hotéis, mas sugiro consultares o booking.com que sempre traz uma boa avaliação dos hóspedes. Se fores ficar mais de 4 noites, eu sugiro visitares o site na Nice Pebbles, os preços e apês são bem competitivos com hotéis 3 estrelas.

      Excluir
  5. Ola Chris, planejamps viajar de carro entre Lisboa a Roma, passando por estes maravilhosos lugares, teria mais alguma dica neste roteiro ? Suas dicas nos pareceram muito cuidadosas, gostamos muito. Agradecemos antecipadamente

    ResponderExcluir
  6. Oi, sugiro leres o meu post de Portugal aqui no blog, com boas dicas de viagem de carro pelo país e de Lisboa. Infelizmente, Roma não visitei, mas em breve colocarei Veneza e Florença, duas boas opções na Itália.

    ResponderExcluir
  7. "Ola,
    estou indo de lua de mel para Riviera Francesa no inicio de Setembro.
    Estamos em duvida sobre o aluguel de carro para rodar as cidades. Vi que chegar em trem é bem tranquilo. Meu medo de viajarmos de carro é o fator engarrafamento (apensar de já não ser periodo de ferias escolares), a dificuldade de estacionar e sobretudo o impedimento de não podermos tomar um vinho no almoço. Sabe se é comum ter fiscalização nas estradas? Mas em compensação, tenho lido que com o carro se tem a vantagem de parar para apreciar e fotografar as vistas das estradas.
    E quanto à St Tropez. Teremos 7 ou 8 noites na Riviera. Vale a pena tirarmos 2 noites para dormir em St Tropez?
    grata
    Renata"

    ResponderExcluir
  8. Oi Chris, adorei o blog. Pretendo ir para Riviera Francesa no final de Agosto. É uma época boa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa a demora... muitas viagens no caminho! Final de agosto ainda é bastante quente e alta temporada por lá. Dá pra visitar sim, mas eu recomendaria a primeira semana de setembro para pegares melhores valores e menos trânsito.

      Excluir
  9. Ola Anna,
    Adorei o seu blog!! Vou para Nice em Agosto e adorei a idéia de poder alugar um barco pequeno, sem habilitação, para passar o dia.
    Pelo o que eu entendi, são barcos pequenos e tem uma área restrita que se pode passear.
    A minha dúvida é se nessa área que se pode transitar podemos mergulhar ou se é mais para ficar no barco mesmo?
    Obrigada!
    Vivian

    ResponderExcluir
  10. Olá Ana Carolina: muito bom seu blog. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  11. Olá Ana!!
    Temos idéia de sairmos de Portugal para 10 dias em maio para a Riviera Francesa e Provence. Gostaria de sugestão de roteio, pensamos em alugar um carro e já percebi que o melhor para se começar seria Nice. Como montaria o nisso roteiro para que fique com uma seqüência sem precisar ficar a dar voltas. Abraços Suely

    ResponderExcluir

Compartilhe aqui aquelas dicas especiais que você trouxe na bagagem...